“Estou amasiado ou pretendo juntar os panos. Por que me casar no papel?”

“Estou amasiado ou pretendo juntar os panos. Por que me casar no papel?”

Um fenômeno na sociedade pós-moderna ocorre sem precedentes. Os casais não se casam mais.
Bem, levando em conta que hoje tudo é tão relativo e descartável, é bastante apreciável juntar os panos sem um compromisso muito sério, afinal de contas, para que gastar dinheiro com algo que não sabemos se vai dar certo? Sem contar que, se realmente não der certo, a dor de cabeça de um divórcio é muito grande. Olhando por esse ângulo, é preferível mesmo “juntar os panos”.
Mas, e à luz da Bíblia? O que Deus tem a nos dizer sobre isto?
Biblicamente, o divórcio é incitar o ódio de Deus sobre essa prática. “Eu odeio o divórcio, diz o Senhor” (Malaquias 2:16). Assim sendo, unir-se (tornar-se uma só carne) com a idéia de um possível divórcio é um tremendo auto-engano e falta de compreensão da vontade de Deus.
Mas, preciso me casar no papel realmente?
Levando em consideração que a Bíblia diz: “Sejais submisso a toda autoridade constituída por Deus” (Romanos 13:1), e que no caso da autoridade estar submissa à vontade de Deus, se a Lei diz que é casado quem o faz perante o juiz, logo, preciso realmente casar-me no papel. Mas, o que a lei diz?
O Novo Código Civil/2002 diz o seguinte:
“Art. 1.514. O casamento se realiza no momento em que o homem e a mulher manifestam, perante o juiz, a sua vontade de estabelecer vínculo conjugal, e o juiz os declara casados.”
Em outro trecho, a Palavra de Deus afirmará: “Sujeitai-vos a toda autoridade humana...” I Pd 2:13
E se eu não me submeto à Palavra de Deus e à Lei?
Quem vive maritalmente “juntado” está em fornicação segundo a Bíblia, portanto, em pecado.
No Velho Testamento
Se porventura, um homem fosse pego em relação pré-nupcial com uma virgem recebia o seguinte tratamento: DT 22:28-29 “ Se um homem achar moça virgem, que não está desposada (casada ou prometida), e a pegar, e se deitar com ela, e forem apanhados, então, o homem que se deitou com ela dará cinqüenta siclos de prata; e, uma vez que a humilhou, lhe será por mulher; não poderá mandá-la embora durante a sua vida”.
Para verificar sobre o casamento no Velho Testamento leia Deuteronômio 22:13-30

No Novo Testamento

Encontramos principais referências em Efésios 5:22-33 e I Coríntios 7.

Analisemos o texto que se segue:
15 Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo, e fá-los-ei membros de uma meretriz? Não, por certo. 16 Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne. 17 Mas o que se ajunta com o Senhor é um mesmo espírito. 18 Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. 19 Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? I Coríntios 6:15-19
Aqui o texto trata da questão de pessoas em Corinto ter relações ilícitas com prostitutas cultuais, entretanto, o princípio é o mesmo para quem vive sem estar casado, afinal de contas, não está regular perante Deus e os homens.
Versículo 15 = O meu corpo é membro de Cristo
Versículo 16 = O meu corpo num ato sexual ilícito tornar-se um com a pessoa que me relaciono
Versículo 16 = “...dois numa só carne...”, isto é, união física através da relação sexual.
Versículo 18 = O pecado sexual é contra o corpo de Cristo.
O pecado sexual é contra a Igreja, e por isso, é tratado perante a igreja, pois, quem peca sexualmente peca contra o próprio corpo, ou seja, o seu corpo que é corpo de Cristo que, por sua vez, é a igreja de Cristo e este é o meu entendimento quando se trata de corpo neste texto. Seja qual for o entendimento, o princípio é o mesmo: PECA CONTRA O CORPO DE CRISTO. Logo, receber um membro nessas condições não é bom para a igreja e nem para o candidato a membro.
Então pergunto, à luz da Palavra de Deus. O que é melhor?
Obedecer a Deus e viver a Sua Palavra ou desobedece-lo?
Somos livres para escolher. Escolha viver debaixo da benção!

No amor de Cristo,

Pr. Rodrigo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sermão 08/03/2015 - TEMA: A Vitória da Cruz!

Os Dois Fundamentos - Mateus 7:24-27

Mensagem da Semana - Moisés, Arão, Hur e Josué