Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2015

43 anos! Parabéns IMeL Vila Moraes

Imagem

Sermão 26/04/2015 - TEMA: Vida de Intimidade - Salmo 25:14

TEMA: Vida de Intimidade  Salmo 25.14 “A intimidade do SENHOR é para os que o temem, aos quais ele dará a conhecer a sua aliança.”
Introdução
Não é fácil viver uma vida marcada pela intimidade com Deus, consigo mesmo e nos relacionamentos.  A sociedade é marcada pela superficialidade, competição, individualismo etc. Por isso, é mais "fácil" viver virtualidade a superficialidade. Qual é o sentido da palavra íntimo (intimidade)? Os dicionários definem: que está na parte mais interior; profundo, intrínseco; cordial; lugar mais profundo da alma: amigo predileto.
Como Jesus viveu a vida de intimidade?
O ministério de Jesus foi marcado pela intimidade com Deus e desembocando em todas as áreas da vida. Jesus disse: "a minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra"(João 4.34).
Vejamos agora exemplos vividos de intimidade de Jesus no seu ministério.
1.Jesus viveu uma vida de intimidade centrada na Palavra.
*Lucas 4:3-4 (experiência do deserto:…

Sermão 26/04/2015 - Vida de Intimidade - Salmo 25:14 - Bispo Adriel Maia

Boletim semanal - 26 de abril de 2015

Sermão 19/04/2015 - Espírito Santo - O Consolador (Parte 2)

Tema: Espírito Santo - O Consolador (Parte 2) João 20:22
Amadas irmãs e irmãos, na semana passada introduzimos a série sobre o ESPÍRITO SANTO E A VIDA NO ESPÍRITO e falamos sobre duas características do Espírito Santo. Ele é o nosso ajudador no cumprimento da missão, Ele é aquele que nos dá todas as condições para vencer o pecado e nos dá força para fugirmos do pecado e Ele é o nosso ajudador nas lutas e provações. Também vimos que Ele é o nosso professor que nos orienta através da sua ferramenta, a Palavra de Deus. Dando continuidade, hoje falamos de três outras características da pessoa do Espírito Santo atuante em nossas vidas. Em seqüência, o Espírito Santo...
3.O Consolador é a testemunha (João 15:26-27) O testemunho de Jesus tanto em ações quanto em palavras a respeito da graça de Deus não termina quando Ele volta para o Pai. Ele dá aos seus discípulos o Espírito Santo. Os discípulos estão numa situação de perseguição, e não é por acaso que esta Testemunha seja enviado neste context…

Sermão em áudio 12/04/2015 - Espírito Santo - O Consolador (parte 1)

Sermão 12/04/2015 - Espírito Santo - O Consolador (parte 1)

Tema: Espírito Santo - O Consolador João 20:22
Amadas irmãs e amados irmãos, concluímos a série sobre a cruz no mês de março. Houve um grande mover de Deus em nosso meio trazendo salvação, libertação, milagres e cura na alma. Glória seja dada ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Orando a Deus e pedindo direção para o mês de abril, claramente Deus falou ao meu coração de falarmos sobre O ESPÍRITO SANTO E A VIDA NO ESPÍRITO. Por que falar sobre o Espírito Santo em sequencia à cruz? Porque após a ressurreição de Jesus e sua estada com os discípulos 40 dias antes de subir aos céus “e, comendo com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, a qual, disse ele, de mim ouvistes.”(Atos 1:4). Que promessa é essa? O batismo com o Espírito Santo. Ela vai ocorrer no dia de Pentecostes, isto é, sete semanas após a Páscoa, 50 dias após a Ressurreição de Jesus, na Festa da Colheita. Falaremos mais disso nos próximos sermões. Por que falar sobre o …

Ministério de louvor - Culto Matutino - 12 de abril de 2015

Boletim semanal - 12 de abril de 2015

Parte 3 - Culto de Páscoa 2015

Imagem

Parte 2 - Culto de Páscoa 2015

Imagem

Parte 1 - Culto de Páscoa 2015

Imagem

Mensagem de PÁSCOA - Jesus é a nossa PÁSCOA

Imagem
TEMA: “Jesus é a nossa Páscoa”
1.A páscoa dos hebreus A história começa com a morte de José, governador do Egito mais conhecido por muitos como o “príncipe do Egito”. Não apenas ele morre, mas toda aquela geração que veio com Jacó para morar no Egito. Lá os hebreus crescem e se fortalecem. Neste período de prosperidade dos hebreus um novo rei no Egito é levantado que não conhecera a José e que temia aquele povo peregrino resolvendo escravizá-los. Sob a tirania dos egípcios, os hebreus amargam a vida em quatrocentos anos de escravidão (Êxodo 1:1-14). Deus não se esquece do Seu povo e levanta um libertador. Poupado da tirania daquele Faraó, tirado das águas, exilado no deserto, forjado por Deus e já idoso Moisés volta ao Egito com uma poderosa sentença divina: “Deixa ir o meu povo.” (Êxodo 5:1) Uma épica batalha será travada entre o Deus dos hebreus e os deuses egípcios. Águas se tornam em sangue, rãs por todos os lados, piolhos, moscas, peste nos animais, úlceras, chuvas de pedras, gafanho…