O Reencontro Com o Mestre!

João 20:19-22

Vivemos tempos de muita desilusão, temores e ansiedades. Muitos crentes desiludidos na sua caminhada cristã estão como os discípulos depois da crucificação. Aprisionando-se nos seus temores e descrenças, escravos do medo e da incredulidade estão fracos na fé, sentindo-se abandonados por seus pastores e líderes, um reflexo de algo muito maior, o sentimento de abandono por parte de Deus, outros desanimados com os resultados de seus trabalhos eclesiais ou ainda desiludidos com a vida.

Entretanto, há possibilidade de um reencontro com o mestre que pode transformar tudo isso. Jesus quer romper com as portas das prisões interiores, do medo e da incredulidade e se apresentar na vida do cristão. Talvez você ou alguém que você conheça precisa de um reencontro com Cristo. Esse reencontro deve ser:

1. O reencontro com o Cristo vivo. (v. 19)

Os discípulos lamentavam a morte de Jesus, entretanto, Jesus reaparece a eles vencedor e ressurreto. Não se permita viver uma vida cristã como que se o seu Senhor estivesse morto.


2. O reencontro com o Cristo visível (v. 20)

Os discípulos viram as marcas dos cravos e dos pregos nele. Tomé, tomado de incredulidade necessitou apalpar o lado onde Jesus foi perfurado. A nossa vida transformada é prova do poder da morte de Cristo na cruz. Suas marcas nos sararam. Ver a Cristo é ver o que Ele fez em sua vida.


3. O reencontro com o Cristo que trás a paz (v. 19; 26)

Antes mesmo de partir, Jesus falou aos discípulos: “Deixo-vos a minha paz”. Jesus se importa com a paz. Ele é o príncipe da paz. Muitos crentes não tem tido paz. Para estes, Jesus dá uma paz que o mundo não pode dar.


4. O reencontro com o Cristo que te envia (v. 21)

Jesus deu uma missão aos discípulos. Ele não disse que sua morte era o fim, antes o início. Os discípulos deveriam dar continuidade à missão. Nós somos discípulos e discípulas e também somos comissionados/as. Somos chamados a ir. Não podemos ficar dentro de um lugar a portas trancadas pelo medo e pela incredulidade pelas frustrações e desilusões.


5. O reencontro com o Cristo que dá poder (v. 22)

O sopro do Espírito sobre os discípulos inaugura um novo tempo. Não haveria por que mais ter medo, incredulidade, insegurança ou qualquer coisa do gênero. Eles recebiam ousadia. O Espírito Santo também habita em nós. Vivamos na plenitude do Espírito e façamos a sua vontade.

Tenha um reencontro com o mestre hoje.

No amor de Cristo,

Rodrigo, Pr.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sermão 08/03/2015 - TEMA: A Vitória da Cruz!

Os Dois Fundamentos - Mateus 7:24-27

Mensagem da Semana - Moisés, Arão, Hur e Josué