Aspectos e Evidências de uma vida transformada pelo ensino da Palavra de Deus


Estamos entrando no segundo semestre deste ano. A ênfase que queremos dar neste período está relacionada aos meios de ensino da igreja porque cremos que a Palavra de Deus é a base fundamental da igreja.
Quando tratamos do ensino na igreja, nos referimos à sua missão de edificação que é um dos aspectos mais importantes que a mantém viva.
“Crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo” (II Pedro 3:18). Este é o imperativo de Deus para a Sua igreja que se ferramenta para o cumprimento da missão.
Ensino tem a ver com o crescimento não apenas intelectual, mas com a transformação do pensamento que se torna em ações, que por sua vez se torna um hábito e consequentemente no caráter. Portanto, o conhecimento de Deus conduz o cristão a assemelhar-se com Cristo tornando-o um agente do Reino de Deus que leva a mensagem transformadora do evangelho.
Assim sendo, ao pensarmos em conhecimento que transforma, reconhecemos o poder da Palavra de Deus. A sua mensagem gera avivamento, isto é, conduz o cristão a uma profunda experiência com Deus e plenitude do Espírito que impacta a sua vida e reflete na sociedade provocando uma transformação religiosa e cultural decorrentes do arrependimento que é a mudança da mente para aquilo que agrada a Deus, um retorno para a o propósito da vida, glorificar a Deus.
Pensando nesses termos, temos um relato dentre muitos da Bíblia que se dá especificamente no período pós-exílico de Judá que ilustra bem o que proponho neste artigo.
Houve um homem no período de restauração dos muros de Jerusalém que foi um dos principais reformadores religiosos e de profundo impacto em seu tempo, Esdras.
Esdras era escriba versado na Lei de Moisés (Esdras 7:6). Bisneto de Hilquias (Esdras 7:1) – o mesmo que encontrou o livro da Lei nos tempos do rei reformador Josias (II Reis 22) – Esdras tinha em seu coração o propósito de buscar (estudar), cumprir (praticar) e ensinar a Lei de Deus (Esdras 7:10).
Dedicado a estudar, viver e ensinar a Lei de Deus, Esdras restabeleceu a Aliança de Judá com Deus. Seu ensino transformador provocou um avivamento de profundo impacto religioso e cultural no pós-exilado Judá. Vemos a seguir aspectos e evidências desse ensino transformador.

  1. O ensino transformador nasce da necessidade de conhecer Deus (Ne 8:1; 3)
Este é o primeiro elemento fundamental para uma transformação, o interesse e a necessidade. Sede de Deus! Sede de conhecer sobre Deus. Observamos neste relato que aquilo que viria ser o avivamento mais tarde, nasce do reconhecimento do povo de conhecer Deus mediante uma vida de cativeiro.

  1. O ensino que transforma é exposta de forma clara e é fiel à Palavra de Deus (Ne 8:7-8)
O povo estava atento e não se movia do seu lugar. Com tanto interesse não apenas de ouvir, mas também de compreender o que se ouvia, era dado ao povo explicações para melhor entendimento da mensagem, isto é, estudo.

  1. O ensino que transforma gera verdadeiros adoradores (Ne 8:5-6)
Ao ser expostos à Palavra de Deus, o povo a reverencia por temor e adoram a Deus. A adoração é reflexo de uma vida exposta ao poder transformador da Palavra de Deus.

  1. O ensino que transforma gera quebrantamento (Ne 8:9-10)
Cientes pela Palavra de Deus do seu pecado e consequências, o povo chora contrito. Essa é uma das maiores evidências da ação do Espírito pela Palavra de Deus que antecede o avivamento, isto é, o quebrantamento decorrente da exposição das profundas verdades que curam a nossa alma e regenera o homem.

  1. O ensino que transforma gera confissão e arrependimento (Ne 9)
O quebrantamento do povo levou-os a confessar seus pecados e ao arrependimento, isto é, uma profunda mudança de mente. Um coração quebrantado põe o servo de Deus de joelhos para reconhecer que só há espaço em seu coração para o único e verdadeiro Deus (Ne 9:6-7).

  1. O ensino que transforma gera obediência (Ne 10)
O povo faz um pacto de guardar a Lei de Deus. Eles estabelecem uma aliança fiel (Ne 9:38) para obedecerem a Deus, pois, isto é fundamental para sustentar o avivamento.

  1. O ensino que transforma gera reforma espiritual e social (Ne 13)
Quando o povo se voltou de coração para a Palavra de Deus, houve uma profunda reforma espiritual e social. Isto é AVIVAMENTO. A idolatria é banida, a Casa do Senhor é restaurada, é restabelecida a observância dos mandamentos, a prática do pecado é erradicada e consequentemente se restabelece a ordem social e moral do povo de Deus.

Amado irmão e amada irmã, ansiamos por um avivamento. Por isso, a IMeL Vila Moraes se dedicará a reestruturar e incentivar seus membros aos meios de ensino na expectativa que a partir do anseio do povo de Deus em conhecê-lo, possamos ver uma profunda transformação à nossa volta e uma busca incessante pelo governo de Deus sobre nós.
Participe de um de nossos meios de ensino, seja a EBD, os cursos modulares ou o Instituto Bíblico. Sejamos um povo da Palavra e veremos esses aspectos e evidências marcando também a nossa vida!

No amor de Cristo,
Rodrigo, Pr.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sermão 08/03/2015 - TEMA: A Vitória da Cruz!

Os Dois Fundamentos - Mateus 7:24-27

Mensagem da Semana - Moisés, Arão, Hur e Josué