Sermão 25/10/2015 - Separados para Deus!

Separados para Deus
Daniel 1:1-21

A obediência a Deus sob as pressões e tensões da vida diária e a confiança nos caminhos divinos nos períodos gerais da história sempre estão em risco, mas especialmente em épocas de sofrimento e perseguição. A obediência a Deus é difícil quando, por pura sobrevivência, somos pressionados a nos adaptar a uma cultura indiferente a Ele. O livro de Daniel foi escrito em tempos de perseguição e sofrimento para o povo judaico. Esse livro foi projetado para nos ajudar a nos livrar do medo que muitas vezes nos paralisa. Em meios as perseguições e no final na aceitação pelo governo babilônico, Daniel nos ensina uma lição: Deus é Poderoso.

1.Eu decido: Nossa vida com Deus requer a vontade e a decisão em servi-lo.
 “Determinou-lhes o rei a ração diária, das finas iguarias da mesa real e do vinho que ele bebia, e que assim fossem mantidos por três anos, ao cabo dos quais assistiriam diante do rei”. (v.5)
A proposta que Satanás faz as pessoas é de que ninguém precisa de Jesus, que Deus é dinheiro no bolso, que homem feliz é aquele que tem várias mulheres, mulher que tem vários homens, gerando assim filhos doentes emocionalmente e que esses filhos, se não vierem a ter um encontro com Deus, irão repetir os mesmos erros de seus pais.
A decisão de não se contaminar é nossa, a decisão de ser separado do mundo é nossa, para isso Deus colocou algo em nós que é o livre arbítrio, onde Ele não irá decidir por nós.
Romanos 12:1-2 “Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”.
“Resolveu Daniel, firmemente, não se contaminar com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; então, pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não se contaminar” (v.8). 
Podemos imaginar como foi difícil para todo o povo de Deus estar em terra estranha e ainda ser enviado ao palácio para servir a um rei que não conhecia a Deus. Assim é na nossa vida, o rei aqui é a simbologia do mundo, somos todo o tempo convidados a servir a Satanás, mas como? Fazendo a vontade da nossa carne e nos esquecendo de quem somos.
Somos escolhidos e separados para Deus e na nossa vida não cabe mais as regras impostas pelo mundo. Tiago 4:4 nos diz “Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus”.
Não podemos ter um pé no mundo e outro com Cristo.
“Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espirito que em nós habita tem ciúmes”? Antes, Ele dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Sujeitai-vos, pois a Deus, resisti ao diabo e ele fugirá de vós”. Tiago 4:5-7.

2.Obediência a Deus gera confiança: Quanto mais obedecemos a Deus mais nossa confiança e relacionamento com Ele crescerá.
“Sabendo que, se o nosso coração nos condena, maior é Deus do que o nosso coração, e conhece todas as coisas”. I João 3:20.
Quando não sentir confiança, lembre-se que Deus é maior que seus sentimentos e está no controle. “E, quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes para pescar. E respondendo Simão disse: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas sobre a tua palavra, lançarei a rede. E, fazendo assim, colheram uma grande quantidade de peixes, e rompia-se-lhes a rede”. Lucas 5:4-5.
Quando o Espirito Santo opera em nossas vidas, caminhamos por fé e não por vista. II Coríntios 5:7.
Qual era a perspectiva humana na vida de Daniel? Seria a morte dele e do chefe dos eunucos por desobedecerem ao rei.
Qual é a nossa perspectiva diante dos manjares do mundo? Morte física e espiritual.
“Mas graças a Deus que nos dá vitória por nosso Senhor Jesus Cristo”. I Coríntios 15:57

Quando eu decido e obedeço, então:
3.Deus move: “Ora, Deus concedeu a Daniel misericórdia e compreensão da parte dos chefes dos eunucos.” (v.9)
“Como ribeiros de águas assim é o coração do rei na mão do Senhor; este, segundo o seu querer, o inclina”. Provérbios 21:1.
Pense na situação daquele chefe, ele tinha que obedecer a ordem do rei, porem havia algo naquele moço, ele era diferente, tinha uma graça especial. O Espirito de Deus dirigia Daniel. Podemos estar em terra estranha, passar por grandes dificuldades, mas não podemos perder a unção. “Ora, a estes quatro jovens Deus deu conhecimento e a inteligência em toda cultura e sabedoria; mas a Daniel deu inteligência de todas as visões e sonhos” (v.17)
“E vós tendes a unção do Santo, e sabeis tudo”. I João 2:20.
Devemos confiar em Deus, ele faz o impossível; muda o tempo e as estações. Daniel 2:21
Bendizer o Seu nome; Daniel 2:20
Devemos continuar sendo fiéis a Deus, pois chegará o tempo em que todas as promessas de Deus se cumprirá em nossa vida.

Mariluci Brandão
Pastora

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sermão 08/03/2015 - TEMA: A Vitória da Cruz!

Os Dois Fundamentos - Mateus 7:24-27

Mensagem da Semana - Moisés, Arão, Hur e Josué